Por administrador em 01/jul/2010

Concurso Nacional de Professores: CNTE quer debate



Em reunião nesta quarta-feira (30) com o ministro da Educação, Fernando Haddad, diretores da CNTE trataram da implementação do Exame Nacional de Ingresso na Carreira Docente. O assunto também foi pauta de discussão do Expressão Nacional, da TV Câmara, com participação do presidente, Roberto Leão. “Precisamos aprofundar o debate sobre as matrizes da prova e garantir que o exame seja utilizado unicamente como ingresso dos docentes na carreira, nunca como avaliação dos professores”, aponta Leão. Participaram também da reunião o secretário geral da CNTE, Denílson Bento da Costa, e o secretário de assuntos educacionais, Heleno Araújo Filho; além da secretária de educação básica do MEC, Maria do Pilar, e os presidentes do Undime, Carlos Eduardo Sanches, e do Consed, Ivelise Arco-Verde.
No encontro foi decidido que as entidades irão compor um Comitê de Governança para avaliar o Exame Nacional e apresentar propostas para concretizar o projeto. Além disso, a reunião deliberou que serão promovidas audiências públicas para que a categoria e a sociedade participem da discussão. A proposta ainda está aberta para consulta pública até o dia 3 de julho no site http://consultaexamedocente.inep.gov.br/index/login.
Entenda o exame – Uma pesquisa de 2007 do Ministério da Educação apontou o percentual de alunos que aprenderam o que era esperado para cada série. O resultado não foi animador: na 8ª série do Ensino Fundamental apenas 20% sabiam português satisfatoriamente; enquanto na matemática, o percentual foi menor: 14%. Para os estudantes do 3ª série do Ensino Médio, 24, 5% dominavam português, e menos de 10% garantiam a matemática. Para melhorar esses índices, o Ministério aposta na melhor capacitação dos professores e lança um exame nacional que vai avaliar esses profissionais. O exame não vai avaliar o professor que está na ativa, mas vai dar notas para quem pretende trabalhar para a rede pública de ensino. Os municípios e estados poderão contratar a partir da avaliação nacional.
Com informações do site da CNTE

Imprimir