Por administrador em 04/maio/2009

Comissão define parâmetros para a reposição



A comissão formada para acompanhar o processo de recomposição do calendário escolar definiu nesta segunda-feira, em sua primeira reunião, os parâmetros para a reposição dos dias parados e consequentes efeitos financeiros. Ficou acertado que a reposição deverá ser feita até o dia 17 de julho, por todos os professores ou orientadores que fizeram a greve, independente de terem sido substituídos ou não.
Poderão ser utilizados para a reposição sábados, feriados e o dia destinado à avaliação pedagógica do primeiro semestre. O calendário da reposição será definido pelas escolas, com a participação dos conselhos escolares. uma comissão paritária do Sinpro e GDF será formada em cada regional para dirimir possiveis dúvidas sobre o processo de recomposição.
No total foram 12 dias de paralisação (11 de marco, 7 de abril e os 10 dias letivos de efetiva greve). O pagamento dos dias letivos e repouso remunerado será feito à medida que forem repostos. Nesta terça-feira o Sinpro disponibilizará a íntegra do documento na página.
Sobre o pagamento do salário de maio ficou acertado o seguinte: ele será feito de forma integral, sem cortes. Também no salário de maio, que é pago no quinto dia utili do mês de junho, serão pagos os dias repostos em maio, além dos 5% de reajuste previsto, mais o primeiro um sexto do retroativo referentes a março e abril. O Sinpro orienta que as escolas façam o mais rápido possível o debate sobre a reposição para garantir agilidade no processo.

Imprimir