Por administrador em 20/mar/2014

Comissão da Câmara pode votar PNE na próxima quarta-feira (26)



Pedido de vista pelos membros da comissão especial adia análise de relatório do deputado Angelo Vanhoni

O parecer do deputado Angelo Vanhoni (PT-PR) sobre o Plano Nacional de Educação (PNE – PL 8035/10) foi lido nesta quarta-feira (19) na comissão especial que analisa a proposta.

A votação do texto, no entanto, foi adiada devido a um pedido de vista dos demais integrantes do colegiado. Agora, os deputados terão de esperar um prazo de duas sessões ordinárias do Plenário da Câmara para poder apreciar o relatório, que tem 31 páginas.

Entre os pontos que estão gerando polêmica, estão a inclusão da promoção das discussões de igualdade de gênero e de orientação sexual nas escolas e a destinação de 10 % do PIB para a educação pública.

Regimento
O presidente da comissão, deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES), lembrou que o pedido de vista é regimental e foi solicitado para que os deputados possam analisar o parecer com mais calma.

“Tem de haver duas sessões com Ordem do Dia no Plenário para o texto poder ser votado aqui. Esperamos que ele retorne à pauta na quarta-feira que vem (26). O Senado mudou 87 itens do texto da Câmara”, comentou.

A proposta, que já havia sido aprovada pelos deputados em 2012, sofreu alterações no Senado e, por essa razão, voltou para apreciação da Câmara. Após ser aprovado na comissão especial, o relatório ainda precisará ser examinado pelo Plenário.

Fonte: Agência Câmara

 

Imprimir