Por administrador em 13/maio/2014

Começam as negociações do Grito da Terra Brasil



Com a presença da Comissão Nacional de Negociação – composta por cerca de 200 representantes das 27 Fetags – as negociações do Grito da Terra Brasil com o governo se iniciam nesta terça-feira (13) e vão até o dia 19 de maio, envolvendo 19 ministérios e diversos órgãos governamentais e autarquias.

Já os atos serão realizados de forma descentralizada em todo o País – regionais, estaduais e municipais, concentrando esforços na Semana Nacional de Mobilização – 19 a 22 de maio, período este que a presidenta Dilma Rousseff se comprometeu a dar uma resposta à pauta de reivindicações. No entanto, 20 de maio foi escolhido como o Dia D para a grande mobilização e pressão junto ao governo.

Pauta do 20º GTB

A pauta de reivindicações conta com 23 pontos centrais, que tratam da reforma agrária, fortalecimento da agricultura familiar, meio ambiente, juventude e sucessão rural, assalariamento rural, Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo), políticas sociais, relações internacionais, e organização e enquadramento sindical. Ao todo, são mais de 300 reivindicações, entre elas: assentamento de 150 mil famílias; e um montante de R$ 51,4 bilhões para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar, sendo R$ 30 bilhões para crédito de investimento e custeio do Pronaf e R$ 21,4 para as demais políticas e programas.

Imprimir