Por administrador em 02/out/2014

Começa o Outubro Rosa



José Cruz/ABr

A CNTE, que representa mais de 2,5 milhões de trabalhadores da educação básica no país, reconhece a importância do Movimento Outubro Rosa, que quer estimular a prática do exame preventivo anual contra o câncer de mama. De acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), as mulheres representam mais de 80% dos docentes da Educação Básica brasileira. Em nome das mulheres da educação por ela representadas, a CNTE convoca as entidades filiadas a divulgar a iniciativa.

A campanha Outubro Rosa acontece desde 2008. É um movimento internacional que busca sensibilizar governos e entidades privadas sobre a necessidade de compartilhar a responsabilidade pela saúde da mulher, particularmente quanto ao câncer de mama, por meio da oferta de equipamentos adequados e informação.

Números – O câncer da mama é o que mais acomete as mulheres em todo o mundo. Em 2013, estimaram-se para o Brasil 52.680 casos novos da doença, com uma projeção de risco de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Em quatro das cinco regiões brasileiras, o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres, sem considerar os tumores de pele (não melanoma): Sudeste (69/100 mil), Sul (65/100 mil), Centro-Oeste (48/100 mil) e Nordeste (32/100 mil). Na Região Norte, é o segundo tumor mais incidente (19/100 mil), ficando atrás do câncer do colo do útero (23/100 mil).

A secretária de Relações de Gênero da CNTE, Isis Tavares, lembra que as consultas de rotina são importantes a partir dos 40 anos e fundamentais após os 50 anos, faixa etária mais afetada.Casos na família, entretanto, podem resultar no desenvolvimento da doença em mulheres mais jovens: “Uma das questões mais relevantes desse movimento é garantir que a mulher tenha uma vida com qualidade. Para nós, as políticas atuais do governo federal em relação ao câncer de mama e de colo de útero são extremamente importantes e mostram um resultado da luta das mulheres no movimento social. Nossos sindicatos vão divulgar a campanha e estimular a participação da categoria. E o outubro rosa é um momento também para as educadoras chamarem a atenção para o assunto dentro da escola”.

Lançamento – A ministra Eleonora Menicucci, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), participa nesta quarta-feira (1º/10) do lançamento da campanha Outubro Rosa, às 18h30 , na Praça dos Três Poderes, em Brasília/DF. “A intenção da campanha é despertar atitude e consciência da mulher para que ela sempre esteja alerta com as mudanças e alterações em seu corpo, sobretudo nos seus seios, e procure uma unidade básica de saúde mais próxima de sua casa. A mulher pode e deve conhecer seu próprio corpo para que ela tenha o controle sobre ele”, alerta a ministra Eleonora Menicucci.

O Outubro Rosa conta com a adesão de diversos órgãos e entidades da Administração Pública Federal e Distrital. Com a finalidade de chamar a atenção das mulheres e da sociedade para a necessidade das medidas preventivas, durante todo o mês diversos monumentos e órgão públicos receberão iluminação rosa.

Em Brasília, serão iluminados os prédios do Congresso Nacional, Palácio do Planalto, Supremo Tribunal Federal, Biblioteca Nacional, Monumento JK, Palácio do Buriti e Anexo, Catedral, Ponte JK, Palácio da Justiça, Itamaraty, sede da SPM-PR no Centro Cultural Banco do Brasil, Delegacia da Mulher e Câmara Legislativa do DF.

A programação do lançamento da campanha inclui também a abertura da exposição fotográfica “Recomeço”, de mulheres mastectomizadas de Brasília, no Centro Cultural Três Poderes. As imagens ficam expostas de 1ª a 9 de outubro.

Veja aqui a programação.

Imprimir