Por administrador em 18/set/2009

Começa em Belém do Pará o XI ENEJA



Começou no dia 17 de setembro o XI Encontro Nacional de Educação de Jovens e Adultos. Durante os quatro dias de realização do encontro, Belém abrigará delegações de todo o país. Professores, educadores populares, sindicatos, universidades, governo federal, governos estaduais e municipais, estudantes de EJA e movimentos populares pró-alfabetização, todos irão discutir os rumos na EJA no Brasil.
A delegação do Distrito Federal é de 20 pessoas, com a participação de diretores do Sinpro e vários professores e alunos da rede. Jorge Teles, diretor de políticas de educação de jovens e adultos da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), afirmou na abertura que o diálogo permanente do Governo Federal com os Fóruns de EJA, desde 2003, vem contribuindo para novos rumos da educação nesta área. O MEC entregou, simbolicamente, a Medalha Paulo Freire aos vencedores do concurso de Experiências na área de EJA nos Estados e Municípios.
A professora Maria Margarida Machado, do Fórum de EJA goiano, conduziu no dia 18 a mesa “A EJA pensada pela via das identidades dos Fóruns de EJA: conquistas, desafios e estratégias de lutas”. Esta mesa contou com a participação de Lisete Arelaro, da Universidade de São Paulo, Timothy Ireland, da Cátedra da UNESCO e Jorge Teles, representando a Secretaria de Educação à Distância/MEC.

Imprimir