Por administrador em 21/nov/2014

Com nova promessa do pagamento, terceirizados retornam ao trabalho



Os trabalhadores terceirizados prestadores de serviços na rede pública de Ensino do Distrito Federal, decidiram, após Ato de Protesto nesta quinta-feira (20), na Praça do Buriti, retornar aos seus postos de trabalhos a partir desta sexta-feira (21).

A decisão veio após diretores do Sindiserviços-DF, dirigentes da CUT Brasília e a deputada federal Erika Kokay (PT), teram a garantia do secretário de Administração Pública do DF, Wilmar Lacerda, que as 800 merendeiras empregadas da Empresa G&E Serviços e Eventos receberão, até a segunda-feira (24), os salários, tíquete-alimentação e vale-transporte. Os dois mil auxiliares de serviços gerais da Empresa Juiz de Fora também receberão o complemento do tíquete.

Na reunião, os sindicalistas e a deputada também receberam do secretário a certeza de que os quase mil empregados da Empresa Real JG Serviços Gerais – que estavam de aviso prévio -, também contratada pelo governo, não mais serão dispensados dos postos de trabalho em vários outros órgãos do GDF.

A assembléia dos trabalhadores decidiu ainda que, caso o acordo não seja cumprido pelos patrões, a partir da terça-feira (25) a categoria voltará a paralisar as suas atividades.

Fonte: Sindiserviços-DF. Fotos: Robson Oliveira Silva

Imprimir