Por administrador em 21/ago/2014

CNTE realiza em Porto Velho/RO, Encontro dos Coordenadores Nacionais do Projeto DST/AIDS



 

Joo Ramo Zarate - Selene Rodrigues - Fatima Silva - Marta Vanelli - Marilda AraujoFoto: Jordana Mercado

Este já é o sexto ano que o grupo de trabalho tem se reunido e a principal pauta deste encontro, além de continuar capacitando os coordenadores, é verificar os avanços e desafios do projeto em cada região, num cenário nacional em que os números da Aids voltam a crescer, especialmente entre meninos e meninas, adolescente da faixa etária que frequenta as escolas públicas.

Neste primeiro dia de encontro, os participantes foram chamados à reflexão a partir da realidade do estado anfitrião e da experiência exposta pela SEDUC na fala da sua cientista política Maria Inês Fernandes, uma das profissionais que lidera o Programa Saúde na Escola em Rondônia e do professor Eduardo Luiz Barbosa do Centro de Referência da Diversidade de São Paulo e do Centro de Referência e Treinamento do Governo do Estado de São Paulo.

“A necessidade de empoderar todos os profissionais da educação sobre a DST/AIDS, vai além da perspectiva humana da saúde. A informação se constitui como a ferramenta fundamental para garantia da vida com qualidade para todas as gerações”, registra Maria Inês. A dinâmica de debates trouxe à tona, entre outros fatos, uma realidade compartilhada em todas as regiões que é o prejuízo que a dura realidade da vida escolar e docente, com baixos salários e adoecimento da categoria tem trazido ao Projeto DST/AIDS, que acaba por não garantir a operacionalização, acompanhamento, monitoramento e avaliação das ações do PSE.

ParticipantesFoto: Jordana Mercado

Também são dilemas sociais os conceitos e preconceitos fortemente arraigados na sociedade com relação às condutas de preventivas que defendemos. “O melhor espaço para derrubar barreiras é localmente. Para tudo teremos limites e temos que conhecer esses limites para negociar com os diferentes grupos, inclusive religiosos, e expandir nossa atuação”, enfatiza o professor Eduardo Barbosa.

A reunião em Porto Velho, conta com a participação dos diretores da CNTE: Fátima Silva, Marta Vanelli, Marilda de Abreu Araújo e Selene Barboza Michielin Rodrigues. E estão representadas dezesseis (16) entidades afiliadas: SINTERO/RO, SINTEAL/AL, APLB/BA, SINPRO/DF, SINDIUPES/ES, SIND-UTE/MG, SINTEPE/MT, SINTEPE/PE, SINPROJA/PE, SINTE/PI, SINTE/RN, APP/PR, SINTE/SC, AFUSE/SP, APEOESP/SP e FETEMS/MS.

Veja a cobertura fotográfica na página da CNTE no Facebook.

Informações: Jordana Mercado  (12) 9.9715-5515

Imprimir