Por administrador em 18/jul/2014

CNTE promove primeiro encontro de jovens educadores



 

cartaz juventude cnte
Nos dias 22 a 24 de agosto, a CNTE vai reunir em Brasília representantes jovens das 48 etidades filiadas para discutir o papel da juventude na militância sindical e na educação brasileira.

A proposta é trazer cerca de 50 educadores de até 35 anos, de todo o Brasil, para tratar da criação de novos Coletivos da Juventude, espaço que permite o debate sobre políticas específicas para essa parcela da categoria. No encontro, haverá exposição e troca de experiências com entidades que já têm coletivos organizados sobre o tema, como é o caso de SP, PE, PR e MT.

O 1º Encontro Nacional da Juventude da CNTE foi definido durante o 32º Congresso Nacional da CNTE, em janeiro, que contou com a participação de mais de 100 jovens profissionais da educação.

Marta Vanelli, secretária geral da CNTE, explica que a CNTE tem um Coletivo da Juventude há 3 anos, que se reúne periodicamente, mas com muita dificuldade – o que também ocorre nas entidades: “O encontro nacional vai debater a política de organização dos profissionais de educação jovens dentro dos sindicatos. Faremos um esforço para trazer um profissional da educação de cada entidade filiada e, durante 2 dias, vamos sensibilizar os profissionais para organizar esse segmento dentro do seu sindicato. Queremos atrair esses jovens para a militância, para a direção do sindicato, não apenas para a profissão”, ressalta a secretária.

A proposta, segundo Vanelli,é que sejam tratados vários pontos, inclusive a questão da comunicação com esses jovens, para que ele retornem para as entidades motivados: “É preciso que eles comecem o trabalho de organização do coletivo local, pois nós entendemos que a política setorializada, com um coletivo organizado, é muito melhor desenvolvida e muito mais qualificada”.

Imprimir