Por administrador em 23/out/2009

Centrais organizam marcha da classe trabalhadora



No próximo dia 11 de novembro as centrais sindicais brasileiras realizarão a 6ª Marcha da Classe Trabalhadora, em Brasília. Neste ano a principal bandeira de luta é aprovação pelo Congresso Nacional da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº. 231/95, que reduz a jornada de trabalho para 40 horas semanais.
Ao mesmo tempo os trabalhadores vão ampliar a pressão sobre os deputados e senadores para que aprovem a política de valorização do salário mínimo negociada pelas centrais com o governo, ações contra o trabalho escravo, e reivindicar a ratificação das convenções 151 e 158 da OIT que estabelece a negociação coletiva no serviço público e põe fim à demissão imotivada, além da retirada dos projetos de lei que tratam da terceirização e que precarizam as relações de trabalho.
A diretoria do Sinpro conclama a todos os professores e professoras a fazerem esse debate e dentro das possibilidades garantir a participação do maior número de educadores na marcha.
Por se tratar de uma luta de classe não podemos deixar de comparecer e mobilizar a categoria para participar. Clique aqui para saber de mais informações.

Imprimir