Por administrador em 23/out/2008

Caso Carlos Mota: acusados serão ouvidos nesta sexta



A audiência de instrução, primeiro passo para o julgamento dos acusados de matarem o diretor do CEF do Lago Oeste, professor Carlos Mota, será realizada nesta sexta-feira, dia 24, a partir das 9h, no plenário do Fórum de Sobradinho. Os professores farão uma vigília na escola durante todo o dia. Além dos quatro acusados, serão ouvidas as testemunhas da defesa e da acusação, os peritos que investigaram o caso e os advogados.
Apesar de não ser o julgamento propriamente dito, nesta audiência a Justiça pode decidir ‘pronunciar’ os réus, ou seja, considerar que há materialidade e provas suficientes para encaminhá-los ao júri popular. E também terá que deliberar se eles continuam presos ou se responderão ao processo em liberdade.
De acordo com o advogado Jeová Simões, contratado pelo Sinpro para prestar assistência jurídica à família de Carlos Mota, com a mudança nas regras do processo penal a audiência de instrução é feita em um único dia e, ao contrário de antes, os advogados e a promotoria poderão fazer perguntas e questionamentos aos acusados e às testemunhas.
Os professores da escola do Lago Oeste decidiram fazer uma vigília na escola como alerta para evitar que os acusados sejam soltos, o que colocaria em risco a segurança do CEF.

Imprimir