Por administrador em 10/fev/2014

Campanha por mudança no sistema político ganha Comitê Distrital



Com a participação de lideranças políticas, sindicais e de movimentos sociais e populares, foi instituído o Comitê Distrital da Campanha do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político. O evento de lançamento ocorreu no auditório da CUT Brasília, no sábado (8).

A Campanha se baseia em dados do Congresso Nacional, no qual a grande maioria dos deputados e senadores faz parte da minoria da população brasileira, a elite social e econômica do país. Para se ter uma ideia, em contraposição à grande maioria da população, mais de 70% dos parlamentares são fazendeiros e empresários. Apenas 9% são mulheres e 8,5% são negros.

Isso indica a necessidade urgente de mudanças para bloquear a atual influência nociva do poder econômico nas eleições e para que os setores majoritários tenham representatividade legislativa e, com isso, possam ver suas demandas atendidas.

Para a vice-presidente da CUT Brasília, Cleusa Maria Cassiano, os desafios que envolvem essa iniciativa são imensos, “pois vamos enfrentar a resistência dos poderes constituídos. Não interessa a esse Congresso fazer essa discussão, mas vamos pressionar”, disse.

Cleusa explicou que a Central vai colocar toda a estrutura cutista engajada neste processo, ou seja, ampliar o debate junto aos sindicatos filiados e, por consequência, à sociedade.

“O atual sistema ajuda a despolitizar. Então precisamos criar uma força política de forma a que essa questão possa ser levada como bandeira de luta nos próximos anos”, enfatizou.

Próximos passos – Os comitês estaduais e distrital realizam uma Planária Nacional no próximo dia 15, das 9h às 18h, em Brasília. O evento será realizado no Albergue da Juventude de Brasília, no Setor Recreativo Parque Norte (SRPN), Quadra 2 – Asa Norte – atrás do Palácio do Buriti, depois da TCB, no camping de Brasília. Os telefones do local são 3343-0531/3344-9191.

Secretaria de Comunicação da CUT Brasília

Imprimir