Por Luis Ricardo em 20/out/2017

Bullying faz novas vítimas em Goiânia



A diretoria colegiada do Sinpro lamenta mais um caso de violência em um ambiente escolar, desta vez na cidade de Goiânia, e se solidariza com os(as) professores(as), funcionários(as) da escola e familiares das vítimas. Durante a manhã desta sexta-feira (20) um adolescente de 14 anos matou dois estudantes e feriu outros quatro em uma escola particular. O crime é mais um triste caso de bullying nas escolas, fato que já tem sido debatido por vários segmentos da sociedade.

Segundo relatos de estudantes, o autor dos disparos sofria bullying dos colegas constantemente. O Sinpro tem realizado várias campanhas contra este tipo de violência, exemplo do Concurso de Redação, que já abordou esta temática em sua segunda edição. A prática de bullying é condenada pelo sindicato porque entendemos que isto acaba culminando em tragédias como a de hoje.

O bullying é uma das formas mais perversas de discriminação e exclusão social, e tem levado milhares de jovens e adolescentes à depressão, à baixa autoestima, dificuldade de relacionamento social e no desenvolvimento escolar, fobia escolar e tristeza, podendo chegar ao suicídio e a atos de violência extrema.

A sociedade precisa repensar este tipo de prática nas escolas, buscando soluções para a construção de um mundo melhor e sem violência.

Imprimir