Por administrador em 25/nov/2010

Brasil e França desenvolverão projetos em diversas áreas



Brasil e França vão desenvolver projetos em conjunto nas áreas de indústria aeronáutica, automotiva e eletrônica, de saúde pública e assistência social, turismo, hotelaria e gastronomia. A cooperação internacional será implementada por uma rede de ensino profissional que envolverá os institutos federais de educação, ciência e tecnologia brasileiros e os liceus franceses, como prevê documento assinado por representantes de ambos países, este mês, em Paris.
Para cada projeto desenvolvido em uma dessas áreas serão liberados R$ 200 mil, a partir do próximo ano. “A cooperação permitirá a professores e estudantes de ambos os países a familiarização com os sistemas de ensino, pesquisa e extensão nos diferentes níveis de educação”, disse a pró-reitora de ensino, pesquisa e pós-graduação do Instituto Federal do Paraná, Neusa Rosa Nery Morro. Integrante da missão brasileira, ela participou, em Paris, de seminário sobre gestão e governança. Para o assessor internacional da educação profissional do Ministério da Educação, Rodrigo Torres de Araújo Lima, o projeto de cooperação é um grande avanço. “O Brasil não se limita a ser um mero receptor de conhecimentos; é também um propagador de conhecimentos e experiências”, afirmou.
A rede de cooperação franco-brasileira tem origem em protocolo assinado pelos governos do Brasil e da França em dezembro de 2008. A viagem da comitiva brasileira envolveu visitas temáticas aos liceus e aos órgãos responsáveis pela educação profissional francesa. O objetivo da missão foi o de conhecer a experiência do país europeu no processo de certificação profissional e reconhecimento de conhecimentos práticos de trabalhadores.
Participam do projeto os institutos federais do Amazonas, de Brasília, do Ceará, Fluminense, de Minas Gerais, do Pará, do Paraná, do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Norte, de Santa Catarina, de São Paulo, Sul Rio-Grandense e de Tocantins.
Com informações do site do MEC

Imprimir