Por administrador em 30/ago/2010

Ato reúne milhares no Buriti



Cerca de sete mil professoras e professores responderam ao chamado do Sinpro e, apesar da secura e do calor, lotaram a Praça do Buriti na manhã desta segunda-feira, 30, para protestar contra a possibilidade de redução de salário. Mostraram assim toda a capacidade de mobilização dessa combativa categoria e saíram de lá com a garantia do governo de que nenhum professor será prejudicado em sua remuneração por causa do questionamento do artigo 15 do Plano de Carreira. Será formado um grupo de trabalho com técnicos das Secretarias de Educação e Planejamento, da Procuradoria Geral do DF e do Sinpro, com o objetivo de fazer a defesa da constitucionalidade do Plano de Carreira do Magistério Público do DF.
Em documento assinado pelo secretário de Educação Marcelo Aguiar, o governo afirma ainda que defende os princípios de organização da Carreira Magistério Público do DF garantidos na lei 4075/07.
Mas vale sempre lembrar companheiros, que precisamos manter a nossa mobilização, pois só a nossa disposição de luta pode evitar perdas de direitos!
Reposição – Na reunião realizada com o secretário na manhã da segunda, ficou definido ainda que o dia de paralisação deverá ser reposto até o mês de novembro, para que não haja desconto do dia.
Concursados – O GDF informou ainda que serão convocados mais 250 professores concursados de 2006 e que pretendem contratar ainda neste ano 400 novos professores que passarem no concurso de 2010.

Imprimir