Por administrador em 22/out/2013

Após 13 dias, professores goianos desocupam Câmara e encerram greve



Os professores da rede municipal de ensino de Goiânia (GO), que desde o dia 8 deste mês ocupavam o plenário da Câmara Municipal, se retiraram na tarde desta segunda-feira (21) do local. A Casa foi ocupada nestes 13 dias pelos grevistas durante votação de projeto do Executivo que tratava da concessão do Auxílio Locomoção para professores, após retirada de emenda que os favorecia.

A ocupação marcou a greve da categoria, iniciada dia 25 de setembro. Além de reivindicar o benefício de transporte para todos os professores e auxiliares educativos, a pauta de reivindicações da categoria foi sendo ampliada nos últimos dias, quando 24 reivindicações foram  apresentadas ao prefeito Paulo Garcia (PT).

Dentre as reivindicações, a renegociação do pagamento da data-base e a melhoria de condições de trabalho, gratificação por insalubridade e o enquadramento dos auxiliares educativos como funcionários do magistério. Situações geradas pela  greve, como a retirada de processos contra os grevistas e corte de ponto, também constavam na pauta.

Em assembleia na tarde desta segunda (21), os grevistas decidiram suspender a greve até nova reunião deliberativa marcada para daqui a um mês, quando será avaliado o cumprimento do acordo feito com a prefeitura, que apresentou uma contra-proposta. As aulas serão retomadas nesta terça-feira (22).

Especial para Terra

Imprimir