Por administrador em 25/fev/2014

Alunos da Escola Classe 42 de Taguatinga lançam nesta terça-feira livro de suspense



Alunos da Escola Classe 42 de Taguatinga realizarão nesta terça-feira (25), o sonho de se tornarem pequenos escritores, com o lançamento do livro E agora?, às 19h, no JK Shopping. A obra, escrita por 27 estudantes do 5º ano, representa um estímulo à produção escrita, ao desempenho escolar e marcará a vida dos pequenos.

“Antes das aulas do projeto, eu era péssimo para ler e escrever. Lia no máximo dois livros finos por ano, e agora, depois que aprendi a gostar disso, tenho até coleção e passei a ler com mais frequência. Tudo melhorou, até a minha letra”, brincou o estudante Rayner Ricardo Valeriano, 11 anos.

O projeto que proporcionou a mudança no ensino de Rayner e de vários outros estudantes foi idealizado, em 2012, pela professora Elci Soares de Brito. Diante do baixo rendimento dos alunos, a docente passou a estimular a leitura e valendo-se da máxima de que “quem lê muito escreve bem” induziu os alunos a produzirem conteúdo.

Inicialmente, conforme lembra a educadora, foi um choque de realidade, já que não havia muito interesse por parte dos estudantes. Porém, com persistência foi possível despertar o gosto das crianças pela leitura e pela escrita.

“Todos os dias, após o recreio, estimulávamos os alunos a ler. Em 2012, produzimos o primeiro livro e vimos que eles tinham medo de escrever e também de errar. Nós fomos trabalhando aos poucos até que eles passaram a se interessar, e hoje leem autores famosos, como Fernando Sabino”, explicou a professora.

O livro possui 13 contos e 83 páginas que contam histórias fictícias ou verídicas que ocorreram no dia a dia dos estudantes e têm um tom de suspense, de expectativa. Os textos começaram a ser escritos no primeiro bimestre de 2013, e agora, após um ano de correções, estudos e contextualizações, serão conhecidos do público.

“Nesse projeto, o aluno não aprende só a ler. Eles são induzidos a desenvolver outras habilidades. Até mesmo a matemática é trabalhada por causa da lógica e da compreensão, e com isso mostramos que a escrita não é apenas para algumas pessoas que têm o dom, mas para todos”, acrescentou a educadora.

A receptividade do projeto que transformou os alunos em escritores impactou diretamente o desempenho escolar e incentivou os pequenos a buscarem sempre mais. Esse foi o caso da estudante Luciana de Jesus dos Santos, 11 anos, que afirmou ter aumentado consideravelmente a frequência de leitura.

“Apesar de ser muito estudiosa eu quase não lia. Eram de dois a três livros por ano, no máximo. Agora, sempre que meus pais podem, peço para comprar um. Isso mudou meu vocabulário, a letra, a pontuação e principalmente o desempenho escolar”, frisou a estudante.

Tanto este livro quanto a versão de 2012 foram impressos gratuitamente, por uma gráfica que se sensibilizou com o projeto pedagógico. Esta edição, no entanto, será comercializada a preço simbólico de R$ 5.

 

Serviço:

Lançamento do livro E agora?

Data: 25 de fevereiro

Horário: 19h30

Local: JK Shopping, Avenida Hélio Prates, Taguatinga Norte

– Doações de livros para a escola podem ser agendadas pelo telefone 3901-3737

 

Créditos da foto: Hmenon Oliveira / Agência Brasília

(Com informações da Agência Brasília)

Imprimir