Por administrador em 27/set/2013

Alunos da EC 25 de Ceilândia criam cadeira de rodas impulsionada por movimentos do rosto



Os alunos da Escola Classe 25 de Ceilândia estão fazendo bonito. Um grupo de estudantes do 5º ano desenvolveu uma cadeira de rodas movida pelo estímulo cerebral e por movimentos do rosto. O projeto aumentou a autoestima, ajudou na melhora das notas e na participação dos alunos. Segundo o professor Marcelo Almeida, responsável pelo projeto, a experiência foi positiva. “O critério de escolha para desenvolver a cadeira foi dado pelos alunos com melhor rendimento e também os que tinham alguma dificuldade, como forma de incentivo. Acredito que tenha dado certo, porque vi que aqueles com maior facilidade ajudavam os demais. Foi uma troca de experiências muito positiva. Eu acabei trazendo um pouco desse meu conhecimento para a escola. Apresentei o conteúdo teórico, e eles adoraram”, resumiu.

Imprimir