Por administrador em 03/set/2014

Aluno é barrado em escola por usar trajes de candomblé



A família de um aluno de 12 anos da Escola Municipal Francisco Campos, no Grajaú, Zona Norte do Rio, denuncia que ele foi barrado pela diretora da instituição por usar guias de candomblé por baixo do uniforme, além de bermuda e boné brancos. A mãe disse que, antes de ele aderir à religião, avisou a professora, que afirmou que o menino não entraria no colégio. Como parte de sua iniciação, ele precisaria vestir roupas claras, tapar a cabeça e usar as guias por três meses.

No dia 25 de agosto, depois de quase um mês sem ir à escola, o garoto tentou voltar, mas foi impedido pela direção. A mãe contou que o menino se sentiu humilhado diante dos colegas, chorou muito e decidiu não frequentar mais o local. Porém, se manteve firme na ideia de continuar no candomblé.

Depois de quatro dias do episódio, o aluno foi transferido para a Escola Municipal Panamá, também no Grajaú, onde foi bem recebido por estudantes e funcionários.

Procurada, a Secretaria Municipal de Educação informou à imprensa que tudo não passou de um “mal entendido”.

(Da Revista Forum)

Imprimir