Por administrador em 11/fev/2010

Ala feminina de educadoras sairá no Pacotão no domingo



Uma das alas do bloco Fora Arruda, organizado pelo Movimento contra a Corrupção, será a de mulheres educadoras satirizando a nossa tão velha conhecida, a senhora Eurides Brito, flagrada “recheando” uma enorme bolsa com dinheiro da corrupção. Aliás, a “ilustre” senhora, inclusive, foi o tema da música vencedora do concurso de marchinhas do Pacotão (ela merece a “homenagem”).
O Coletivo de Mulheres Educadoras e a Secretaria da Mulher Educadora do Sinpro propuseram e o Sindicato disponibilizará 500 abadás de cor lilás para distribuir às professoras que comparecerem à concentração do Pacotão no próximo domingo, 14, a partir das 12h, na comercial da 302 Norte. Elas também receberão uma grande bolsa recheada de dinheiro fantasia, de papel. Lá distribuiremos o material. Pedimos também que levem confetes, serpentinas, colares coloridos, apitos, fitas, perucas louras e até panetones etc, para alegrar a caminhada. Portanto, convidamos as companheiras para participarem dessa ala comparecendo à concentração do Pacotão no domingo.

Mulheres educadoras em defesa da ética na política

A Secretaria da Mulher Educadora do Sinpro criou, desde o início desta gestão, o Coletivo de Mulheres Educadoras com a intenção de debater, especialmente, assuntos referentes às mulheres e a nossa inserção no dia a dia, na sociedade. Naturalmente, significa que todas as questões são debatidas e a política e a participação da mulher na política são temas recorrentes.
Somos educadoras, ensinamos, formamos, conscientizamos as crianças, os jovens e adultos. Por isto precisamos mostrar, junto às demais trabalhadoras e trabalhadores que estarão no bloco Pacotão e Fora Arruda, nossa indignação e repulsa à práticas vexatórias que desqualificam e desmoralizam “autoridades” (será?) de nosso Distrito Federal.
Conhecemos a deputada e ex secretária de Educação, desde o final dos anos 70 e podemos dizer que as lembranças não são boas. É lamentável que uma pessoa que se diz educadora possa dar este tipo de exemplo. Então vamos para as ruas e com alegria e irreverência pedir Ética na Política e denunciar os desmandos que envergonham a população trabalhadora, honesta e ética do Distrito Federal.
Assim como o Pacotão surgiu no final dos anos 70 para protestar contra atos autoritários e desabonadores do governo da ditadura militar, virou tradição todo ano denunciar e satirizar a política ruim, feita por maus políticos. Nós exigiremos ética na política, fora Arruda e todos os envolvidos na corrupção.

FORA ARRUDA, CHEGA DE RORIZ, BRASÍLIA MERECE SER FELIZ!

Assinam: Eliceuda França e Augusta Ribeiro, diretoras do Sinpro e organizadoras da ala feminina.

Imprimir