Por administrador em 15/out/2010

Agnelo visita a sede do Sinpro



O candidato ao governo do DF, Agnelo Queiroz, visitou a sede do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF) durante a manhã desta quinta-feira (14) e por cerca de trinta minutos participou da reunião da Diretoria do Sindicato, que acontecia no momento. A presença do candidato ocorreu com a intenção de entregar, oficialmente, à Diretoria, uma carta compromisso contendo itens que são reivindicações históricas da categoria em suas lutas constantes. Veja abaixo os compromissos feitos por Agnelo com os professores:

* Garantir a revisão anual da remuneração dos docentes tendo como parâmetro o índice de correção do Fundo Constitucional do Distrito Federal, buscando que o magistério tenha remuneração equiparada às carreiras de nível superior da Administração Pública local;
* Equiparar o Auxílio-Alimentação com o valor pago na área federal (de R$ 199 para R$ 304), sem a contrapartida, e dobrar o valor do Auxílio-Creche: de R$ 95 para R$ 190
* Implantar o plano de saúde dos servidores e tornar realidade o programa habitacional da categoria;
* Garantir o pagamento das pendências financeiras, encaminhar projeto à Câmara Legislativa estabelecendo um cronograma de pagamento para os precatórios, renegociar as dívidas das educadoras e educadores com o BRB;
* Promover cursos de capacitação e o acesso da categoria à pós-graduação, mestrado e doutorado;
* Garantir a participação de professores(as) e orientadores(as) educacionais na discussão e elaboração dos projetos pedagógicos da rede;
* Reconhecer a legalidade e a legitimidade do plano de carreira do magistério, garantindo nele a carreira única;
* Instituir uma Mesa permanente de Negociação, com a participação de representantes do Sindicato;
* Nomear os concursados e realizar novos concursos públicos dentro do número de vagas, enquanto isso garantir o pagamento do piso salarial da carreira para os profissionais contratados temporariamente;
* Instituir a gestão democrática no ensino público e reduzir o número de alunos em sala de aula;
* Garantir a isonomia de tratamento entre ativos e aposentados e o gozo da Licença-prêmio para toda a categoria.

Imprimir