Por administrador em 29/nov/2013

Acompanhamento direto com o segmento escolar



telma 200x200Apesar das dificuldades, ser um pedagogo-orientador educacional é gratificante. Quem declara é a orientadora Telma Chales Batista, da Escola Classe 01 do Guará. Segundo ela, o profissional deste segmento trabalha não somente atendendo os alunos, mas fazendo o acompanhamento do rendimento escolar e verificando a situação de aprendizagem destes estudantes. “Mexemos com a parte comportamental dos alunos e aqueles que têm algum tipo de problema, fazemos um acompanhamento no que diz respeito às queixas escolares e também nas dificuldades de aprendizagem que eles tenham”, declara a orientadora, dizendo que o acompanhamento é feito, também, com a família do estudante.

Além deste acompanhamento, o segmento desenvolve projetos de cunho preventivo, com temas como educação sexual, de prevenção ao uso de drogas, de bullying, de valores, dentre outros voltados para alunos e comunidade escolar.

O desgaste sofrido pelos orientadores, a escassez de profissionais da área, a falta de espaços adequados para o atendimento nas escolas e a aposentadoria são alguns dos maiores problemas sofridos pelo segmento. “Se somos da carreira magistério, porque não aposentamos com 25 anos de profissão como os professores? Esta questão precisa ser revista”, lamenta Telma Batista.

Para o futuro, Telma espera que o orientador seja mais valorizado, tanto na questão da remuneração, quanto em um apoio maior por parte da equipe pedagógica.

 

Telma Chales Batista
Escola Classe 01 do Guará
Há 17 anos como orientadora

 

Ver Mais…

Imprimir