Por administrador em 05/nov/2009

Abertura do Festival Cara e Cultura Negra emociona público



O público que lotou a Sala Villa Lobos do Teatro Nacional na abertura do Festival Cara e Cultura Negra 2009, na noite desta quarta-feira, dia 4, se emocionou com a beleza do espetáculo apresentado pelo Bando de Teatro Olodum. A peça “Áfricas”, com muita cor e ritmo, trouxe o continente africano, sua história, povo, mitos e religiosidade e arrancou aplausos entusiasmados, bem como a execução do Hino Nacional por tambores por alunos do DF.
Nesta quinta, 5, começam os debates do Fórum Nacional Conexões AfricaBrasil, com palestra das 10h às 12h, do sambista, compositor popular, escritor e militante Nei Lopes. Na parte da tarde o sambista divide a mesa de ações afirmativas com a pedagoga especialista em juventude, Vera Verônika e Murilo Chaves, do coletivo de Articulação em Defesa das Cotas em debate de 15h às 18h.
No dia 6, Gabriel O. Alvarêz – antropólogo, autor do estudo Tradições Negras, Políticas Brancas – Previdência Social e populações afro- brasileiras e a Mãe Baiana de Oyá, da Federação Espírita de Umbanda e Candomblé do DF e Entorno discutem a saúde da população negara, das 9h às 12h. Das 15 às 18h Nelson Maca, do coletivo Blackitude, da Bahia, e Lia Maria do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra-Fundação Cultural Palmares – MinC e o músico GOG discutem as políticas culturais.

20 de novembro

O festival será encerrado no dia 20 de novembro na histórica Praça Zumbi dos Palmares , no Setor de Diversões Sul, a partir das 17h, com a célebre Lavagem do busto de Zumbi, recital de poesias e apresentações musicais com Pegada Black (DF), Luciana Oliveira (DF), Ellen Oléria (DF) e Sandra de Sá (RJ). Aberto ao público, gratuito. O Sinpro está patrocinando essas atividades e proporcionou desde o início de agosto a visita de centenas de alunos e professores à exposição itinerante “Nos Caminhos de Zumbi”, que foi acompanhada de uma série de palestras em várias cidades do DF e que fez parte das programações.

Mais informações: Jaqueline Fernandes caraeculturanegra@gmail.com grioproducoes@gmail.com

Imprimir