Por administrador em 14/out/2011

Sinpro não indica nomes para o governo



Em reportagem publicada na página 23 da edição desta sexta-feira, dia 14, mais uma vez o Correio Braziliense insiste em afirmar que o Sinpro teria indicado o atual secretário de Educação Denilson Bento para o cargo. Em ocasiões anteriores já havíamos alertado que essa informação não tem fundamento e que não cabe à entidade fazer qualquer indicação de nomes para o governo.

Acreditamos e defendemos a autonomia e independência do sindicato de partidos e governos, ao mesmo tempo em que respeitamos a decisão do atual secretário de Educação, que fez parte da direção do Sinpro na gestão passada, de ocupar a Secretaria de Administração e depois a pasta da Educação. Ao que nos consta ele é filiado ao PT e indicado por seu partido, fato ressaltado na própria matéria. Vale reiterar que diretores e dirigentes sindicais são cidadãos livres para militarem em agremiações políticas.

Consideramos que essa insistência em propagar o que não é verdade é lesiva à imagem da entidade, em especial neste momento em que estamos intensificando a luta para garantir o cumprimento de acordo feito com o GDF. A diretoria do Sinpro mais uma vez reafirma o seu compromisso com a categoria e suas demandas e reais anseios e rechaça qualquer tentativa de lançar dúvidas sobre a ética que rege a condução do nosso sindicato.

Imprimir