Por administrador em 27/abr/2010

“Carregadoras de Sonhos”, uma história para quem tem esperança



O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial do Estado de Sergipe (Sintese) exibiu na segunda-feira, 26, em Brasília, o filme “Carregadoras de Sonhos”. Trata-se de um longa-metragem, dirigido pelo baiano Deivisson Fiúza, que narra o dia a dia de quatro professoras da rede pública de ensino de Sergipe. A primeira exibição na capital federal aconteceu no auditório do Ministério da Educação (MEC).

“Este é um filme que mostra histórias reais. São quatro professoras. Elas existem, não são atrizes. O filme aborda as dificuldades que elas enfrentam para chegar no local de trabalho e, estando lá, as dificuldades enfrentadas para exercer o papel de educadoras”, afirmou o presidente do Sintese, Joel Almeida. Além desses assuntos, o filme também trata de questões como a saúde do trabalhador, o problema da dupla ou tripla jornada e as más condições de trabalho.

Após assistir o filme, o secretário geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Denílson Bento da Costa, disse que é necessário que os governantes do país prestem mais atenção às questões da Educação no Brasil. Em breve, o filme será legendado para ser exibido no exterior. Denílson da Costa acredita que esta é uma possibilidade de mostrar para o Brasil e para o mundo a situação dos professores brasileiros.

No entanto, apesar das dificuldades retratadas, o “Carregadoras de Sonhos” traz uma mensagem de esperança. “Apesar dos baixos salários, das dificuldades de se chegar nas escolas e de todos os demais problemas, os professores ainda carregam um sonho de ver esse cenário se alterar, de ver essa realidade modificada. Portanto, o ‘Carregadora de Sonhos’ tem esse objetivo de mostrar as dificuldades das carregadoras (as professoras), mas também mostra que elas têm o sonho de um dia chegar a ter uma escola pública melhor”. Fonte: CNTE.

Imprimir